5 dicas simples de SEO para melhorar seu posicionamento

Muitas pessoas acreditam que o SEO é difícil, mas isso não é verdade. As configurações básicas de SEO são muito fáceis de implementar e, às vezes, é tudo o que você precisa fazer para obter a máxima exposição em todos os principais mecanismos de pesquisa.

Se você está procurando um guia rápido com dicas de SEO simples, mas eficazes, então você está na página certa, continue a ler!

Dicas simples para melhorar seu SEO

Dica 1. Otimize seus títulos, URL e descrições

Esta é provavelmente a dica mais antiga do setor de SEO, mas ainda é a mais importante. Dê uma olhada nos exemplos abaixo e faça a si mesmo estas perguntas:

  • Qual deles é mais descritivo?
  • Qual é cativante e mais amigável para o usuário?
  • Qual deles dá uma boa ideia do que é o site sem clicar?
  • Se você visse ambos nos resultados da pesquisa, qual escolheria?

Geralmente, as pessoas tendem a optar, pela opção que apresente:

  • Um título único e significativo
  • Uma descrição cativante
  • Um URL bem formatado

Examine seu site usando essa maneira de pensar e, se houver espaço para melhorias em seus títulos e descrições, essa é sua primeira prioridade e um ótimo primeiro passo para obter melhores classificações.

Os títulos e as descrições da página são mostrados nos resultados da pesquisa; portanto, aproveite esta oportunidade e ‘anuncie’ seu site para usuários em potencial, da melhor maneira possível.

Dica 2. Forneça conteúdo útil e novo

Uma das razões pelas quais você tem um site ou blog é fornecer conteúdo para criar uma audiência, manter os leitores existentes felizes ou conquistar novos clientes.

Por conteúdo, queremos dizer qualquer coisa, desde artigos, vídeos, infográficos, apresentações de slides, músicas, comentários, resenhas ou qualquer outra coisa adequada ao seu nicho.

Se o seu conteúdo for estático, antigo ou desatualizado, provavelmente os visitantes desaparecerão rapidamente e nunca mais voltarão.

Qual é a sua primeira reação quando você visita um site com conteúdo desatualizado? É exatamente o mesmo que os usuários que visitam seu site.

Há alguns anos, costumávamos dizer a nossos clientes que a atualização não era um fator de SEO muito importante, mas isso mudou devido à concorrência.

Há uma grande concorrência em todas as palavras-chave que você pesquisa e os sites que têm o conteúdo mais útil e atualizado, têm mais chances de ganhar a corrida.

Isso significa que você precisa postar novo conteúdo diariamente? Não necessariamente. Sua estratégia de publicação também depende de vários outros fatores.

Dica 3. Melhore o tempo de carregamento do seu site

Ler a velocidade da página é importante para o SEO, logo após ler esta postagem, você deve fazer o que for necessário para melhorar o tempo de carregamento do seu site.

Se você leu sobre isso antes e ainda não fez nada, está cometendo um grande erro.

A velocidade da página é um fator de classificação de SEO – se você tem dois sites semelhantes e um é mais rápido que o outro, pode esperar que ele também tenha uma classificação mais alta (desde que outras coisas sejam iguais).

Sites mais rápidos geram mais conversões – isso significa mais vendas, mais assinantes de RSS e mais cliques nos seus anúncios (se você estiver usando o Adsense, por exemplo).

Mais visualizações de página – Quando um site é carregado rapidamente, é provável que os usuários visitem mais de uma página antes de sair.

Como você pode melhorar a velocidade do seu site? Sei que não é uma tarefa fácil, especialmente se você não é uma pessoa técnica, mas é importante lidar com a velocidade da página sem mais atrasos.

Ao trabalhar nos sites dos clientes, a velocidade da página está entre as primeiras coisas que lidamos e os resultados em termos de conversões às vezes são imediatos.

Se você não pode contratar especialistas em otimização de sites SEO ou um desenvolvedor para acelerar o carregamento do seu site, o que você pode fazer é o seguinte:

  • Remova imagens grandes
  • Remova arquivos JavaScript desnecessários
  • Use sprites em vez de pequenas imagens para minimizar redirecionamentos http
  • Mude para um provedor de hospedagem mais rápido
  • Use um serviço CDN (Content Delivery Network)
  • Use esses recursos do Google para obter mais dicas e ferramentas

Dica 4. Verifique se seu site é compatível com dispositivos móveis

Há muitas razões pelas quais seu site deve ser compatível com dispositivos móveis.

Primeiro e mais importante, o fato de a maioria dos usuários ser proveniente de dispositivos móveis. Se você verificar os relatórios do Google Analytics e, especialmente, o relatório “Visão geral sobre dispositivos móveis” (encontrado em AUDIENCES / MOBILE), notará que mais de 70% do seu tráfego é proveniente de dispositivos móveis.

Isso significa que, se seu site não estiver otimizado para visualização em dispositivos móveis, essas pessoas sairão do site e provavelmente nunca mais voltarão.

Segundo, o Google introduziu um ‘primeiro índice móvel’, usado para indexar sites móveis. Gradualmente, este índice móvel atenderá a todos os usuários móveis.

Se o seu site não for compatível com dispositivos móveis, ele não fará parte do índice do Google para dispositivos móveis, o que significa uma grande queda no tráfego.

O que você deveria fazer? Três etapas simples:

# 1 – Teste seu site com o Teste de compatibilidade com dispositivos móveis do Google e tente implementar as recomendações para tornar seu site compatível com dispositivos móveis.

# 2 – Verifique se o conteúdo que você mostra aos usuários de dispositivos móveis é o mesmo (ou muito próximo) do conteúdo que você possui no site do computador.

Isso inclui conteúdo, imagens e links. Se você já possui um site responsivo, isso não deve ser um problema.

# 3 – Teste seu site com o teste de velocidade para celular do Google. Mencionei acima que a velocidade é importante para o SEO, mas para sites para celular também é crítica.

Meça quanto tempo leva para carregar suas páginas em conexões móveis normais (3G) e tome todas as ações necessárias para melhorar a velocidade o máximo possível.

Dica 5. Registre seu site com as ferramentas para webmasters do Google e Bing

Não ter seu site registrado com ferramentas para webmasters é como dirigir com os olhos fechados.

Isso é verdade e não consigo pensar em nenhum motivo válido para você não aproveitar as inúmeras informações fornecidas pelo Google e pelo Bing.

Algumas pessoas acreditam que, ao não registrar seu site no Google, você pode “ocultar” coisas deles, deslizar sob o radar e chegar ao topo dos resultados da pesquisa.

Este não é um jogo de “esconde-esconde”; bons rankings de longo prazo só podem ser alcançados se você seguir métodos e técnicas válidos.

Para constar: o Google já sabe tudo o que precisa saber sobre o seu site, com ou sem enviá-lo às ferramentas para webmasters.

Depois de passar pelo processo de registro e realizar algumas configurações básicas, você será notificado se houver um problema com o seu site e também começará a examinar alguns fatos interessantes sobre o seu site, como:

  • Número de páginas de índice
  • Número de links recebidos
  • Consultas de pesquisa
  • Erros de rastreamento
  • Número de links internos

Conclusão

As 5 dicas acima são simples, mas ao mesmo tempo também são muito importantes.

Se você estiver executando um blog, loja de comércio eletrônico ou site direcionado a conteúdo e não estiver recebendo tráfego dos mecanismos de pesquisa, precisará garantir que implementou as 5 dicas acima corretamente.

Gostou do nosso artigo? Então não deixe de acompanhar o nosso blog, em breve traremos muito mais conteúdo de qualidade